domingo, 27 de janeiro de 2008

Vote nos Lençóis!

Deserto com piscinas naturais?! Só no Maranhão!


Há não muito tempo, o grupo suíço Fundação New 7 Wonders organizou a eleição das Sete Novas Maravilhas do Mundo (para quem não se lembra, a estátua do Cristo Redentor foi eleita, ao lado da cidade Inca Machu Picchu, do gigante mausoléu Taj Mahal, do Coliseu de Roma, da cidade Maia de Chichén Itzá, da cidade de Petra, com seus monumentos escavados nas rochas de um desfiladeiro na Jordânia e que serviram de cenário para as filmagens de Indiana Jones e A Última Cruzada, e da Grande Muralha da China), substituindo os antigos gregos quanto à organização da escolha (pela internet) de 7 construções maravilhosas que ainda resistem no mundo contemporâneo. Agora (na verdade, já há alguns meses...), o mesmo grupo lança uma nova votação mundial: a escolha das 7 Novas Maravilhas Naturais do Mundo.

Concorrendo com nomes de peso do mundo inteiro, como o vulcão Kilimanjaro (África), as cataratas do Niágara (América do Norte), o Everest (Ásia), a ilha de Bora Bora (Oceania), o Lago Ness (Europa) e até com os vizinhos Lago Titicaca (Peru), Pantanal Matogrossense, o Rio Amazonas, o arquipélago de Fernando de Noronha e o Pão de Açúcar, correndo por fora vem o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses disputar também o título!

Eleito a mais bela maravilha natural do Brasil em recente enquete da Revista Época, o parque dos Lençóis foi criado em 1981 e possui 155 mil hectares, incluindo 270 km de dunas de até 40 metros de altura, que atraem e encantam pela aparência de um lençol, tendo sido cenário de filmes nacionais (Casa de Areia) e até de pasmaceiras globais (O Clone)! Para quem conhece ou para quem quer conhecer, taí uma boa chance de contribuir para mais uma de nossas maravilhas brasileiras fulgurarem no cenário mundial! E eu, como bom maranhense, já contribuí! Agora é sua vez: vote AQUI


A Arte da Comunicação: Parte II


O sucesso de público com a falta de comunicação no SAC do sacal 'site' das Lojas Americanas (vide último 'post') superou o inusitado chiste do velhinho, que começava o texto da semana passada e que nem sequer foi lembrado nos comentários! Por isso hoje mais uma divertida estória real sofrida por este pobre consumidor que vos fala, porém não 'ipsis litteris' como a anterior, por tratar-se de uma sacanagem via oral produzida pelo atendimento da VIVO...

– Atendimento Vivo, Eliana, boa tarde!
– Boa tarde, Eliana, meu nome é Dilberto e eu gostaria de reclamar sobre um problema que ando tendo na hora de enviar mensagens...
– Só um minuto, senhor... – Quase dois minutos depois: – Senhor, obrigada por esperar: o problema sobre o envio de mensagens se deve a uma queda de uma torre em sua região, mas tudo já está sendo provienciado! Se o senhor ainda não conseguir enviar mensagens em 48 horas, pode estar retornando sua ligação! Mais alguma coisa, senhor?
– Sim, eu não disse que não conseguia mandar mensagens, por isso a sua resolução não me pareceu verdadeira! Se você me deixasse completar a frase, saberia que o meu problema se refere a algo específico: envio mensagens para amigos cujos celulares são da OI e as mensagens simplesmente não chegam!
– Senhor, nós não resolvemos problemas de outra operadora... Mais alguma coisa, senhor?
– Meu Deus... Minha filha: presta atenção!!! Consigo enviar mensagens pra qualquer pessoa que possua VIVO, Tim, Amazônia ou Claro! Só não consigo enviar de meu celular, da VIVO, para alguns celulares que, coincidentemente, são da OI! Entendeu agora?!
– Um momento senhor, que vou estar lhe transferindo para que o senhor esteja solucionando seu problema... – Alguns segundos depois: – A VIVO deseja saber sobre sua satisfação: dê uma nota para este serviço, de acordo com a resolução de seu problema...

Nem preciso dizer que digitei a nota correspondente a zero e que, até hoje, não consigo enviar mensagens para celulares da OI...

domingo, 20 de janeiro de 2008

A Arte da Comunicação


Na semana passada, quando da minha caminhada no final da tarde, eis que presencio o seguinte "diálogo" entre gerações: um velhinho sentado numa cadeirinha de macarrão, na porta de sua casa, pergunta a um casalzinho recém-saído da escola e que "curte" um banco de cimento, em frente à casa do velhinho, feito pela família deste:

– O banquinho ficou bom?
Os meninos, ainda se "curtindo", nada de ouvirem...
– O banquinho ficou bom, né?
– Ah... Na hora...
– "Na hora", o quê? "Na hora H"?!

Impossível não rir com a precisão do velho! Mais intrigante ainda é precisar a alma da comunicação, uma arte cada vez mais esquecida... Especialmente se disponibilizada pelos serviços de atendimento ao consumidor de grandes empresas: mais uma "hora H" de choque de comunicação... Segue, 'ipsi litteris', o que aconteceu comigo via 'e-mail', com uma compra que, felizmente, terminou acontecendo! Mas não pela "capacidade comunicativa" daquela loja...

Pobre He-Man


De: "Dilberto Lima Rosa"
Para: sac.atendimento@americanas.com
Assunto: Problemas com compras pelo 'site'


Tentei de todas as formas acrescentar à minha sacola de compras o produto "almofada Carros" (R$ 16,90), da seção ‘Acessórios’, e não consegui! Só faltava este item para que se somasse o valor de R$ 100,00 e eu obtivesse o frete grátis... Queria uma solução da parte de vocês, da Central de Atendimento!

Uma segunda dúvida: a “Edição Especial de He-Man (vol. 1) + O Melhor de She-Ra” que se encontra por R$ 59,90, na seção ‘DVD’, é a que vem na lata, acrescida da camiseta, porque só esta lata me interessa! A dúvida adveio do fato de encontrar mais adiante no 'site' o mesmo produto por um valor mais alto.

Atenciosamente,
Dilberto.

Em 17/11/07, sac.atendimento@americanas.com escreveu:

Olá Dilberto Lima Rosa!

Em atenção ao seu contato, informamos que para que possamos atender a sua solicitação, é necessário que nos informe os códigos dos itens dos produtos.

Ficamos a sua disposição.
Luciana Oliveira
Atendimento Americanas
www.americanas.com


De: "Dilberto Lima Rosa" < dilbertolrosa@gmail.com>
Para: sac.atendimento@americanas.com
Assunto: Re: Problemas com compras pelo 'site'


Cod do item:656517 – Este é o Código do produto em promoção (He-Man), sobre o qual paira minha dúvida se o mesmo é composto de lata+”Vol.1 He-Man+Melhor de She-Ra”+Camiseta. A dúvida existe em função deste outro produto (Cod do item:720191), que custa 149,90. Quero comprar o primeiro, pelo preço menor, mas só se contiver todo o pacote.

O segundo problema é quanto à almofada Carros (Cod do item:553111): não consigo adicioná-la à minha sacola de compras.

Espero resposta.
Atenciosamente,
Dilberto.

Em 18/11/07, sac.atendimento@americanas.com escreveu:

Olá! Agradecemos o contato em nome das Americanas.com,

Em atenção ao seu contato, informo que o produto de Código: 656517 é enviado com os ítens DVD He-Man e os Mestres do Universo + O Melhor de She-Ra - Edição Especial de Colecionador sendo no valor de R$ 59,90. O código 720191é enviado com os ítens DVD He-Man e os Mestres do Universo + O Melhor de She-Ra - Edição Especial de Colecionador sendo no valor de 149,90.

Referente ao ítem do código 553111, informo que o erro no site está sendo verificado para ser solucionado, aguarde atualização do site e verifique se o produto entra na sacola.

Seja sempre Bem-Vindo(a) à Americanas.com,

Rogério Pereira dos Santos
Analista de Atendimento - SAC
www.americanas.com


De: "Dilberto Lima Rosa" < dilbertolrosa@gmail.com>
Para: sac.atendimento@americanas.com
Assunto: Re: Re: Problemas com compras pelo 'site'


Quer dizer que além de eu ter tido o trabalho que vocês não tiveram de procurar os códigos dos produtos, ainda sou tratado como imbecil nesta resposta mais imbecil ainda, evidenciando os códigos que eu acabara de verificar no site de vocês?! Eu não queria que vocês me repetissem o que eu já sabia quanto aos produtos do He-Man: o que eu queria saber era se os produtos tinham alguma diferença entre si, além dos preços, uma vez que o site de vocês disponibiliza as mesmas fotos com preços diversos!!! Isto é que é um serviço de atendimento inútil! Muito obrigado!!!!!!!

Em 18/11/07, sac.atendimento@americanas.com escreveu:
Prezado, Sr. Dilberto Lima Rosa!

Em atenção a seu contato, sua reclamação ficará registrada e o atendimento anterior será analisado. Desde já lamentamos o ocorrido e informamos que as devidas providências serão tomadas para que tal fato não volte a ocorrer.

Referente a sua dúvida o que temos de descrição do produto é o que consta no site. Sugerimos que para maiores esclarecimentos entre em contato com o fabricante FOCUS FILMES, pois somos apenas revendedores de produtos e temos as informações dos mesmos conforme o fabricante nos repassa.

Contamos com a sua compreensão.
Qualquer dúvida estaremos à disposição.
Seja sempre bem vindo à Americanas.com

Grace Kelly da Silva
Atendimento Americanas
www.americanas.com


De: "Dilberto Lima Rosa" < dilbertolrosa@gmail.com>
Para: sac.atendimento@americanas.com
Assunto: Re: Re: Re: Problemas com compras pelo 'site'


Meu Deus... Vou tentar pela última vez: estes dois produtos (Código: 656517 e código 720191) que vocês vendem no site parecem, pelas fotos, ser o mesmo produto, só que com preços diferentes... Tudo o que eu quero saber é: ambos contam com lata+”He-Man Temporada completa vol.1+O melhor de She-Ra”+camiseta... SIM OU NÃO?!?!?!?!

Em 19/11/07, sac.atendimento@americanas.com escreveu:
Prezado Dilberto Lima Rosa!

Em atenção ao seu contato, informamos que após consulta em nosso site, verificamos que os dois ítens possuem as mesmas características, acompanhando ambos a camiseta e a lata. Pedimos desculpas pelos eventuais transtornos.

Qualquer dúvida estamos à disposição.
Atenciosamente.
Vanessa Fernandes
Atendimento Americanas
www.americanas.com


De: "Dilberto Lima Rosa"
Para: sac.atendimento@americanas.com
Cópia:
Assunto: Re: Re: Re: Re: Problemas com compras pelo 'site'


Incrível: 4 e-mails para solucionar uma dúvida tão simples... A qualidade do serviço de vocês deixou muito a desejar, especialmente se lembrado que minha solicitação acerca da impossibilidade de colocar a Almofada Carros (Cod do item:553111, já que vocês não conseguem localizar um produto só pela descrição...) na sacola não foi sanada até agora: ainda não consegui comprá-la! Na verdade, minha animação pelas compras neste site, depois de tanta desídia, já esmaeceu bastante! E é só!

Em 19/11/07, sac.atendimento@americanas.com escreveu:

Olá, Dilberto Lima Rosa!

Em atenção ao seu contato, solicitamos a verificação do ocorrido com o produto desejado no site, sob protocolo B41381BBA9. Pedimos gentilmente que aguarde um posicionamento em até 02 (dois) dias úteis.

Estamos à sua disposição.

Alessandro Rosa
Atendimento Americanas
www.americanas.com

domingo, 6 de janeiro de 2008

– Shall we fly...?*


*– Vamos Voar...?


O que torna uma canção especial? Para mim, um felizardo de uma época onde se aliava perfeita Poesia a complexas melodias (ainda colhi LPs fresquinhos de Chico, Caetano, Gil, Jobim, Gonzaguinha, Djavan...), letra e música bem casadas eram o que faziam de uma canção uma obra para a posteridade... Decerto, ainda há (e sempre haverá) bons letristas em nossa eterna MPB, embora creia que nunca mais ouviremos pérolas como as contidas até Paratodos, de 1990 (e, até nisso, nosso Buarque era um sábio ao prescrever "Fume Ari, cheire Vinícius/Beba Nelson Cavaquinho/(...)/Tome Noel, Cartola, Orestes/Caetano e João Gilberto")! Entretanto, analisando-se a questão por um ponto de vista, digamos, mais “subjetivo”, canções normalmente marcam por uma situação vivida, por uma geração e suas idiossincrasias, enfim, por muitas outras razões que ultrapassam as “qualidades crítico-objetivas” – tanto que já conheci um casal cujas canções favoritas advinham de uma infame “banda de forró” intitulada Calcinha Preta!

Portanto, creio estar falando daquele sacudir de sentimentos que alguém tem quando, por exemplo, ouve “aquela canção”, independentemente do que ela tenha a dizer: como a que o Sam é terminantemente proibido de tocar em Casablanca por um amargurado Humphrey “Rick” Bogart depois do fim abrupto com Ingrid "Ilsa" Bergman ("And when two lovers woo/They still say 'I love you'/On that you can rely/No matter what the future brings/As time goes by") ou então o que o personagem de Gene Kelly sente ao dançar e cantarolar apaixonado no meio de um toró através de “Singin’ in The Rain” ("I’m singin’ in the rain/Just singin’ in the rain/What a glorious feelin'/And I’m happy again/I'm laughin' at the sky/So dark up above/The sun is in my heart/And I’m ready for love”) – embora estes clássicos norte-americanos sejam belíssimos e consagrados, bem diferente de qualquer banda pífia!

Assim, no Cinema ou na vida real, falo da “Canção” com letra maiúscula, aquela que representa algo a mais, especialmente para um casal ou para uma geração de casais – apesar de restar uma dúvida atroz: e quando o casal não ouve “aquela canção” durante seus beijos por não haver música por perto? Podem deixar que esta noite se improvisa...

Por isso, fiquei a planejar “a canção”, aquela capaz de arrebatar a todos os que ainda residem no “improviso” ou para rememorar aqueles mais saudosos: lembrei-me de uma música que, se não é a mais famosa “canção de casal” (como “Stormy Weather”, “Someone to watch over me”, “Stardust”, “Wave”, "Rosa" ou ainda... “Você não me ensinou a te esquecer”!) ou a mais conhecida, sem dúvida é uma das que mais interpretações ganhou ao longo de seus mais de 50 anos de existência – “Fly me to the Moon”, ou, traduzindo, “Leve-me voando até a Lua”, de Bart Howard (1954), além de deliciosa (com certeza uma de minhas favoritas – "Vou cantar um canção para você, meu bem!" "Qual?" "Fly me to the Moon..." "De novo?!"...), sintetiza todo o fascínio e encantamento que alguém pode causar em seu par...

Nomes como Felicia Sanders, Johnny Mathis, Joe Harnell (cuja interpretação em ritmo de Bossa Nova levou a canção ao maior topo de sucesso de sua carreira), Nat King Cole, Tony Bennett (os dois últimos com interpretações parecidas, mais lentas e com uma introdução falada que normalmente não era incluída nas demais versões) e até a brasileiríssima Paula Toller (numa interpretação mais intimista) já nos brindaram com ótimas versões deste pequeno clássico! Mas foi Frank Sinatra que imortalizou em 1964, ao lado de Count Basie, a canção que, além de explodir na década de 60, seguiu, literalmente, até a Lua: na missão lunar da nave Apollo 10 era o que se tocava para os empolgados astronautas!

Conheça, relembre, reviva, cante e dança na chuva! Letra e música no ar...


Fly Me to the Moon
By Bart Howard
(Tradução)


Fly me to the moon
And let me play among the stars
Let me see what spring is like
On Jupiter and Mars
In other words, hold my hand
In other words, darling kiss me

Fill my life with song
And let me sing forevermore
You are all I hope for
All I worship and adore
In other words, please be true
In other words, I love you

terça-feira, 1 de janeiro de 2008

Sorria: Já É 2008!



A Arte do que virá: "Por que tão sério?"


Passei a virada de 2008 revendo Rocky – Um Lutador em casa, ao lado de Jandira. Bom filme, mais um tratado setentista sobre perdedores (tal como foi Marty, outro ganhador do Oscar, em 1955) que um “filme de boxe”, como acabaria tornando-se o resto da malfadada série, onde só se alternavam os vilões... Bem, voltando: preferi, de última hora, a meia-noite no aconchego de casa à loucura de um ‘reveillón’ na praia (desembocadura forçada de um morador de uma capital litorânea), e, pelas superstições, passarei o novo ano inteiro vendo filme, o que não acharia mal, não – especialmente se fosse algum trabalho de que participasse: afinal, a depender da insistência de amigos como Henrique Spencer, seria muito bom colocar para fora novamente a veia artística, especialmente depois do sucesso “boca-a-boca” de meus quadrinhos O-Soto-Gari Madureira!

No ano de 2007 fui muito pouco aos cinemas e assisti a não muitos lançamentos em vídeo. Falta de tempo? Também, mas acho mesmo que cansei por completo do cinemão vazio norte-americano, aquele com trilha incidental até quando o protagonista vai ao banheiro! E, como o bom Cinema do resto do mundo nem sempre é acessível (tirando as boas surpresas nacionais, com um melhor alcance de público, apesar do tanto que se ainda há de lutar por distribuição nacional), pouco ou quase nada vi da França ou do Oriente...

O curioso é que Stallone também “começou” meu ano passado, uma vez que o primeiro filme a que assisti em 2007 no cinema foi o nostálgico Rocky Balboa, um melhor ‘grand finalle’ para a série, lembrando de longe o gostinho do primeiro e apagando a bobagem do quinto filme! Entretanto, naquela mesma leva na telona, vi ótimos trabalhos, como A Rainha e Cartas de Iwo Jima, e, em vídeo, preciosidades como Pequena Miss Sunshine e Filhos da Esperança, que acenderam este belo sentimento em mim quanto à Sétima Arte... Mas, como não são trabalhos do ano passado, não farão parte da minha lista retrospectiva dos “Melhores de 2007” para este primeiro ‘post’ do ano, com os “cinco primeiros lugares” do cinema, mesmo lá não tendo comparecido tanto. Mas antes dela, posso dizer que, mesmo longe das bússolas douradas e dos bewoulfs do final do ano passado, ainda posso dizer que agüento o multi-milionário e multi-iluminado cinemão ianque com a expectativa de alguns heróis que ameaçam trazer um pouco de inteligência e qualidade para 2008, parecendo ser os dois grandes ‘blockbusters’ deste ano: Batman – O Cavaleiro das Trevas e Indiana Jones e O Reino da Caveira de cristal, cujos pôsteres e ‘teasers’ já pululam a ‘net’, já encabeçando este humilde espaço virtual!


Cinema – O Melhor de 2007

5º. Lugar: Quando meus pais saíram em viagem de férias (BRA);
4º. Lugar: Zodíaco (EUA);
3º. Lugar: O Cheiro do Ralo (BRA);
2º. Lugar: Ratatouille (EUA);
1º. Lugar: Tropa de Elite (BRA).


Mais Arte: no Esporte, o Pan fez bonito (especialmente nossos para-atletas) e o Corinthians foi para a Segundona; no Teatro, o gênio Bergman e o mestre Autran nos deixaram, sem eu nunca ter visto Paulo nos palcos de minha distante São Luís; na Música, firmou-se a melódica voz da cantora Céu, o mestre Chico Buarque lançou mais um belo trabalho em CD e Led Zepellin voltou aos palcos; nos Quadrinhos, a saga O-Soto-Gari Madureira polemiza e as trajetórias de Capitão América e do Lobo Solitário chegam ao fim; e na Literatura se incursionaram os amigos Márcia Clarinha, Frodo Lemos e Marco Santos, este último com destaque nacional no Programa do Jô! Assim se foi 2007! A Deus, por todas as pessoas maravilhosas que conheci em 2007: a eles e a todos os meus blogueiros de plantão: um 2008 cheio de Arte!

Amigos & Leitores

 

Google+ Followers

+ voam pra cá

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Quem linkou

Twingly Blog Search http://osmorcegos.blogspot.com/ Search results for “http://osmorcegos.blogspot.com/”
eXTReMe Tracker
Clicky Web AnalyticsBlogBlogs Join My Community at MyBloglog!Personal Blogs - BlogCatalog Blog Directory

Outras cavernas

luzdeluma st Code is Copyright © 2009 FreshBrown is Designed by Simran